terça-feira

Parténon


Em qualquer descrição do Parténon não faltam superlativos. Este templo dedicado a Atena Partenon, a deusa padroeira da cidade de Atenas, é considerado o supremo exemplo da aquitectura clássica, uma obra-prima artística e escultural.

O edifício foi erigido em meados do século V a.C. Por essa altura, os Persas, que em 480 a.C., tinham sido bem sucedidos na tomada de Atenas, já haviam sido expulsos e a cidade, sob a influência do estadista Péricles, registava um desenvolvimento incomparável. Este progresso e clima de autoconfiança reflectia-se num sumptuoso projecto de construção custeado pelos tributos exigidos aos aliados de Atenas.

O estilo de construção desenvolvera-se a partir do usado em estruturas de madeira mais simples e o Parténon exibe em pedra toda a elegância desses primeiras soluções. Contudo, a simplicidade que exibe é enganadora. O arquitecto, um grego jónico chamado Ictino, era um mestre da perspectiva, calculando exactamente a forma como um edifício deveria ser concebido para agradar ao olho humano que o observasse de baixo para cima. Continua em Ecos do Passado

segunda-feira

Confusão em inscrição para Enem 2007 ameaça resultado


DANIELA TÓFOLI Folha de S.Paulo Uma confusão na nova forma de inscrição para o Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) neste ano poderá causar distorções no resultado. Pela primeira vez, elas ficaram sob responsabilidade dos alunos, e não das escolas. Com isso, jovens do primeiro e do segundo anos também se inscreveram na prova, que é exclusiva para quem está no terceiro ano ou já concluiu o curso. Ao preencherem o documento pela internet, como não havia um campo no qual pudessem dizer de que ano eram, eles se inscreveram como se fossem do terceiro ou já formados. Assim, quando as notas dos concluintes forem divulgadas, muito provavelmente estarão erradas, já que alunos de outros anos serão contabilizados como do último. As notas por escolas também estarão alteradas, o que poderá causar mudanças na classificação delas.